Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Alunos do Fundamental II participam de bate-papo sobre acessibilidade

Alunos do Fundamental II participam de bate-papo sobre acessibilidade

Alunos do Fundamental II participam de bate-papo sobre acessibilidade

Os alunos do 8° e 9° anos participaram de um bate-papo sobre “A acessibilidade nas escolas”, no último sábado letivo (01/06), no Auditório Vittorio Bergo, com convidados superespeciais: o coordenador e a professora de apoio da Coordenadoria Especial de Apoio e Assistência a Pessoa com Deficiência do Estado de MG, Wesley Barbosa Severino e Geisa Cristina Rodrigues Pinto Cosendey Tavares, a professora da Famidade, Rita de Cássia Petronilho, a analista em Inclusão Educacional do Instituto Granbery, Ketty Amaral, e o Enzo Negreiros Pereira de Magalhães, de 10 anos, e a mãe, Geórgia Negreiros Furtado.

A coordenadora do Fundamental II, Jucimar Cunha Ribeiro de Oliveira, explicou que a escolha do tema foi por conta do Projeto Câmara Mirim, que os alunos estão participando este ano, e está sendo debatido no projeto. Durante o encontro os convidados contaram suas histórias e experiências. “Ele (Enzo) e a mãe dele deram um depoimento lindíssimo e foi muito emocionante”, ressaltou Jucimar.

Para a aluno do 8°ano, Bruno Haas Alves Moreira, que integra o grupo que faz parte da Câmara Mirim, o bate-papo foi superprodutivo. “Representou muito para mim porque eu acho que a gente acaba não percebendo o que acontece na nossa sociedade e muitas vezes a gente não tem contato com essas pessoas. E o evento foi muito importante tanto para mim quanto para todas as pessoas que assistiram e conseguiram conscientizar do que acontece no nosso mundo e que existem pessoas que são ofuscadas na nossa sociedade”.

Julia Alcântara Ribeiro, aluna 8° ano, também participou do evento e contou o que achou. “Foi legal. É uma nova experiência e eu nunca tinha participado. Eu gostei muito de vê e descobrir que pessoas que tem dificuldade de acessibilidade ainda não têm o suficiente para elas e que precisa melhorar muita coisa ainda. E eu quero tentar com a Câmara Mirim (projeto) conseguir pelo menos melhorar alguma coisa para elas (pessoas com deficiência)”, finaliza.