Você está aqui: Página Inicial / Pastoral Escolar / Reflexões / Dia do Índio: dia de comemorar e refletir

Dia do Índio: dia de comemorar e refletir

'Ame o seu próximo como a si mesmo'. Mateus 22.39

Comemorar é celebrar e festejar. Mas também é recordar, trazer à memória aquilo que merece ser enaltecido e aprender com os erros e acertos do passado. E o Dia do Índio foi criado neste propósito de celebrar a vida, mas que não surgiu em circunstâncias festivas ou favoráveis.

O presidente Getúlio Vargas, por meio do decreto-lei 5.540/1943, criou esta data, 19 de abril, em referência ao primeiro Congresso Indigenista Interamericano, realizado no México, com a participação de lideranças indígenas do continente americano,  onde se discutiu as lutas e enfrentamento dos índios, bem como políticas para zelar por seus direitos na América. As recordações traziam muita tristeza.

Hoje, podemos comemorar algumas conquistas dos índios como, por exemplo, o aumento gradativo da população indígena em 3,5% ao ano. Um número pequeno, mas que vem aumentando tendo em vista os esforços contínuos de proteção ao índio brasileiro. Mas, por outro lado, vivem atualmente o mesmo clima de incertezas e medo na luta pelas suas terras cujas demarcações não são respeitadas.

Ao mesmo tempo em que neste Dia do Índio celebramos este povo como raiz da nossa nação, também nos indignamos frente ao desprezo e indiferença aos seus direitos pautados por lei. Neste dia queremos comemorar, festejar e recordar a  história de luta dos nossos índios e seguir ensinando o respeito a eles devido, nos unindo nesta luta cidadã em favor de seus direitos.

Que Deus abençoe os nossos índios!


Ester M. O. Lago
Agente da Pastoral
Colégio Metodista de Ribeirão Preto (SP)